Javascript desabilitado
Logo MPF nome Logo MPF

Tocantins

Eleitoral
22 de Março de 2018 às 13h35

TSE segue entendimento do MPF e cassa mandato do governador do Tocantins Marcelo Miranda

A vice Cláudia Lelis também teve o mandato cassado. A decisão tem efeito imediato e novas eleições devem ser realizadas no estado

TSE segue entendimento do MPF e cassa mandato do governador do Tocantins Marcelo Miranda

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) cassou, nesta quinta-feira (22) os mandatos do governador do Tocantins, Marcelo Miranda (MDB), e de sua vice, Cláudia Lelis (PV), por captação ilícita de recursos utilizados na campanha de 2014.

A decisão se deu a partir do Recurso Contra Expedição de Diploma (RCED) apresentado pela Procuradoria Regional Eleitoral do Tocantins (PRE/TO), em 2014, após investigação judicial eleitoral em razão da prisão em flagrante de quatro pessoas quando embarcavam em um avião, portando pouco mais de R$ 500 mil em espécie. O Tribunal Regional Eleitoral (TRE/TO) julgou improcedente a ação, mas a PRE/TO recorreu ao TSE, que, por 5 votos a 2, decidiu pela cassação imediata da candidatura.

Relembre o caso - A ação de investigação judicial eleitoral contra Marcelo Miranda e sua vice Cláudia Lélis foi motivada pela prisão em flagrante de quatro pessoas na cidade de Piracanjuba (GO) no momento em que embarcavam em uma aeronave de propriedade da Construtora ALJA Ltda, de posse de mais de R$ 500 mil em espécie. O dinheiro havia sido sacado momentos antes na agência da Caixa Econômica Federal da conta de Lucas Marinho Araújo, de onde já havia sido transferido mais de um milhão de reais para outras contas-correntes no Tocantins.

Em razão de fortes indícios de que os recursos apreendidos eram destinados ao caixa 2 da campanha de Marcelo Miranda ao governo do Tocantins, o auto de prisão em flagrante foi remetido à PRE/TO, que instaurou procedimento com objetivo de apurar a ocorrência de abuso de poder econômico. Além de Lucas, foram presos Roberto Carlos Barbosa, Marco Antonio Jaime Roriz e Douglas Marcelo Schimidt, cujos depoimentos fizeram surgir mais suspeitas de que o dinheiro seria utilizado na campanha eleitoral no Tocantins.

Assessoria de Comunicação Social
Procuradoria da República no Tocantins
(63) 3219-7238/7315 | 99247-8714
prto-ascom@mpf.mp.br | Twitter: @mpf_to
https://saj.mpf.mp.br/


registrado em: *MP Eleitoral
Contatos
Endereço da Unidade

Procuradoria da República

no Estado do Tocantins

ACNE 01 (104 N), conjunto 02,
Rua NE 03, Lote 43

Palmas-TO
CEP: 77006-018

Tel.: (63) 3219-7200

PRM-Araguaína

Tel.: (63) 3416-0900

PRM-Gurupi

Tel.: (63) 3612-3850

Atendimento de segunda-feira à sexta-feira, das 9h às 15h30

Recepção:

(63) 3219-7200

Plantão Judicial:

(63) 99210-3695

Sala de Atendimento ao Cidadão:

(63) 3219-7245

Assessoria de Comunicação Social:

(63) 3219-7238
(63) 99247 8714


prto-ascom@mpf.mp.br

Como chegar
Sites relacionados
Área Restrita