Javascript desabilitado
Logo MPF nome Logo MPF

Rio Grande do Sul

Criminal
17 de Novembro de 2022 às 16h15

MPF denuncia homem por furto de cabos de energia do Trensurb, em Porto Alegre (RS)

Além de ser denunciado por furto qualificado, ele também irá responder pelo delito de perigo de desastre ferroviário

Composição do Trensurb estacionado na Estação Rodoviária, em Porto Alegre, RS

Foto: Trensurb

O Ministério Público Federal (MPF) denunciou um homem à Justiça Federal em Porto Alegre (RS) pelo delito de furto qualificado e perigo de desastre ferroviário após o mesmo ter sido preso em flagrante quando tentava subtrair 146m de cabos de energia de cobre, avaliados em cerca de R$ 30,4 mil, pertencentes à União.

O crime foi flagrado por um operador de trem da Trensurb - a Empresa de Trens Urbanos de Porto Alegre - que reparou na presença de cabos de energia sobre os trilhos próximos à Subestação Sapucaia (na Grande Porto Alegre) na manhã do último dia 5 de agosto. O operador avisou ao Centro de Controle da Trensurb que acionou os agentes de segurança que flagraram o homem, que acabou detido após tentar fugir.

Conforme esclarece a denúncia do MPF, além do prejuízo material (o prejuízo total da Trensurb com o reparo da concertina - espécie de arame farpado que fica em cima da cerca - cortada e dos 146 m de cabos de energia furtados foi de R$ 61 mil), houve também o delito de perigo de desastre ferroviário.

Ao danificar a instalação da linha de transmissão de energia elétrica, o cidadão denunciado prejudicou a rede de transmissão da Subestação Sapucaia do Trensurb, afetando a comunicação entre a Central de Controle e os trens em quase 2 km da via férrea, ocasionando, entre outros problemas, a redução na segurança do tráfego com risco de acidente.

"Com o rompimento dos cabos", informa o MPF na denúncia, dados como a velocidade dos trens e a ocupação das vias, além das informações relativas à mudança de vias, nas ocasiões em que o trem passa de uma via para a outra, "não são mais transmitidas pelo sistema, de modo que os operadores são obrigados a trafegar com o sistema de bordo desligado, ficando a condução do trem sob responsabilidade exclusiva do operador", aumentando o risco de acidentes nas linhas.

A ação penal nº 5059410-23.2022.404.7100 está tramitando na 22ª Vara Criminal da Subseção Judiciária Federal de Porto Alegre.

Assessoria de Comunicação Social
Ministério Público Federal no Rio Grande do Sul
Telefone MPF: (51) 3284-7200
Telefones ASCOM: (51) 3284-7200 / 98423 9146
Site: www.mpf.mp.br/rs
E-mail: PRRS-Ascom@mpf.mp.br
Twitter: http://twitter.com/MPF_RS
Facebook: www.facebook.com/MPFnoRS

Contatos
Endereço da Unidade

Rua Otávio Francisco Caruso da Rocha, 700
Bairro Praia de Belas
Porto Alegre/RS
CEP 90.010-395


CNPJ: 26.989.715/0028-22

(51)3284-7200
Atendimento de segunda à sexta, das 12h às 18h (Sala do Cidadão). Acesse todos os serviços disponíveis na página http://www.mpf.mp.br/mpfservicos
Como chegar