Javascript desabilitado
Logo MPF nome Logo MPF

1ª Região

Eleitoral
23 de Agosto de 2022 às 18h20

MP Eleitoral impugna Demonstrativo de Regularidade de Atos Partidários do PCO no DF

Partido não demonstrou o percentual mínimo de 30% de candidaturas femininas para o cargo de deputado federal

imagem retangular cinza com a expressão cota de gênero escrita ao centro, sendo a palavra cota em preto e a palavra gênero em roxo

Arte: Secom/MPF

O Ministério Público Eleitoral, por meio da Procuradoria Regional Eleitoral no Distrito Federal (PRE/DF), apresentou impugnação do Demonstrativo de Regularidade de Atos Partidários (Drap) do Partido da Causa Operária (PCO), em razão do não cumprimento do registro do percentual mínimo destinado a candidaturas femininas para o cargo de deputado federal no Distrito Federal no pleito deste ano. A contestação foi apresentada ao Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal (TRE/DF) nessa segunda-feira (22).

O pedido baseia-se no disposto na Lei nº 9.504/97 (art. 10, § 3º) quanto à cota de gênero, que visa incentivar e assegurar a efetiva participação feminina nas eleições. Segundo a norma, nas disputas proporcionais (deputado federal, estadual e distrital), partidos e federações são obrigados a destinar às mulheres pelo menos 30% das candidaturas apresentadas, incluindo as vagas remanescentes e a indicação de eventuais substitutos.

O Drap é o documento que dispõe sobre convenção, listagem de candidatos e cargos pleiteados por cada agremiação. Desde as eleições de 2020, é de apresentação obrigatória à Justiça Eleitoral. Com a impugnação do Drap, todos os candidatos registrados pela legenda ficam impedidos de concorrer os cargos em disputa.

Além de não ter demonstrado cumprimento ao percentual mínimo de candidaturas femininas, o partido não apresentou notícia de renúncia ou retirada de candidaturas masculinas relativas ao cargo de deputado federal.

De acordo com a Orientação Normativa nº 1/2022, do Grupo Executivo Nacional da Função Eleitoral (Genafe), que traz diretrizes para a atuação dos órgãos do Ministério Público, o indeferimento do pedido de registro do partido político “é fundamento suficiente para indeferir os pedidos de registro a ele vinculados”, sempre que houver indícios do não cumprimento da cota de gênero, nos termos da Resolução do Tribunal Superior Eleitoral 23.609/19.

Acesse a manifestação do MP Eleitoral.

Processo nº: 0601277-32.2022.6.07.0000

Assessoria de Comunicação
Procuradoria Regional da República da 1ª Região
twitter.com/MPF_PRR1 
Informações à imprensa:
saj.mpf.mp.br
(61) 3317-4862/4865

registrado em: *MP Eleitoral
Contatos
Endereço da Unidade

SAS quadra 5, bloco E, lote 8
Brasília/DF
CEP: 70.070-911

Funcionamento da unidade: 8h às 19h

Twitter@mpf_prr1


(61) 3317-4500

Setor de Atendimento ao Cidadão de 10h às 17h
MPF Serviços

Assessoria de Comunicação Social
Atendimento à imprensa de 12h às 19h:
https://saj.mpf.mp.br/
prr1-ascom@mpf.mp.br


Sistema de Protocolo Eletrônico
(Destinado a órgãos públicos e pessoas jurídicas)

Portal do Peticionamento Eletrônico
(Destinado a cidadãos e advogados)

Como chegar