Javascript desabilitado
Logo MPF nome Logo MPF

Goiás

Eleitoral
20 de Setembro de 2022 às 17h30

TRE acolhe ação do MP Eleitoral de Goiás e julga procedente impugnação da candidatura de Artur Sôffa a deputado estadual

Na ação de impugnação ao registro de candidatura (AIRC), o MP Eleitoral apontou uma causa de inelegibilidade e uma falta de condição de elegibilidade, impeditivas ao deferimento do requerimento de registro de candidatura

#ParaTodosVerem — ilustração de pessoa com a mão para frente, na cor preta, saindo de dentro de símbolo vermelho de proibido. Sobreposto, texto branco escrito "Impugnação da Candidatura", na parte inferior da imagem.

Imagem: Secom/MPF

Julgando procedente pedido de ação de impugnação apresentada pelo Ministério Público Eleitoral (MP Eleitoral), o Tribunal Regional Eleitoral em Goiás (TRE/GO) indeferiu, no último dia 12 de setembro, o requerimento de registro de candidatura a mandato de deputado estadual de Artur Rafael Abreu Sôffa (União), por ausência de filiação partidária e por inelegibilidade prevista no artigo 1º, inciso I, alínea “o”, da Lei Complementar nº 64/90.

Segundo o procurador regional Eleitoral de Goiás, Célio Vieira da Silva, Artur Rafael Abreu Sôffa está inelegível, nos termos do art. 1º, inciso I, alínea "o", da Lei Complementar nº 64/90, visto que foi demitido do serviço público em decorrência de infração funcional apurada em processo administrativo disciplinar, e não possui condição de elegibilidade, em razão da ausência de filiação partidária, nos termos do art. 14, §3º, inciso V, da Constituição Federal.

Com relação à inelegibilidade, o MP Eleitoral verificou que o candidato teria sido demitido dos Correios em decorrência de infração funcional apurada em processo administrativo disciplinar, o que o torna inelegível por oito anos contados da decisão, sendo que não existe ato que suspenda ou anule tal demissão pelo Poder Judiciário.

Já acerca da filiação partidária, Artur Sôffa relatou que, por desídia, o partido não inseriu seu nome no rol de filiados, razão pela qual chegou a tentar uma filiação sub judice. Contudo, os documentos juntados aos autos mostraram que o pedido fora feito fora do prazo determinado pelo juízo de sua Zona Eleitoral.

Para mais informações, leia a íntegra do acórdão (Autos nº 0601174-68.2022.6.09.0000).

Assessoria de Comunicação
Ministério Público Federal em Goiás
Fones: (62) 3243-5454/3243-5266
E-mail: prgo-ascom@mpf.mp.br
Site: www.mpf.mp.br/go
Twitter: http://twitter.com/mpf_go
Facebook: /MPFederal

registrado em: *MP Eleitoral, #Eleitoral
Contatos
Endereço da Unidade
Procuradoria da República em Goiás
Avenida Olinda
Edifício Rosângela Pofahl Batista
Qd. G, Lt. 2, nº 500, Park Lozandes
Goiânia/GO
CEP: 74884-120

TELEFONES:

(62) 3243-5400
(62) 99513-3507 (das 10h às 17h)

Atendimento de público externo, de forma presencial, é das 10h às 17h, a partir de 1º de abril de 2022.
Assessoria de Comunicação Social

Contato via https://saj.mpf.mp.br/saj/

Atenção: Cuidado com e-mails falsos! O MPF/GO não envia e-mails para intimar, notificar ou comunicar qualquer procedimento investigatório.

Sala de Atendimento ao Cidadão
Utilize a página MPFServiços (disponível 24h).
Dúvidas ou outras informações? Envie mensagens de WhatsApp para nº (62) 99513-3507 (de segunda a sexta, das 10h às 17h).


Informações sobre licitações

Telefone: (62) 3243-5449
E-mail: prgo-cpl@mpf.mp.br

Como chegar
Sites relacionados
Área Restrita