Javascript desabilitado
Logo MPF nome Logo MPF

Bahia

Geral
27 de Fevereiro de 2024 às 11h51

Solenidade apresentou nova Chefia do MPF/BA, da procuradoria Regional Eleitoral e reconduziu procuradores dos Direitos do Cidadão

Equipe vai atuar no biênio 2023-2025; cerimônia foi realizada na última quinta (22), na sede do MPF em Salvador

Foto da mesa solene, com os procuradores empossados e autoridades que compuseram a mesa, todos de pé.

Solenidade foi prestigiada pela secretária-geral do MPF, Eliana Torelly, membros, servidores e familiares, e outras autoridades. Fotos: MPF/BA

"A responsabilidade de liderar na capital requer justamente uma visão ampla, sem relegar as particularidades de cada unidade existente no Estado. Unir esses dois espectros me motiva a assumir o desafio de chefiar o Ministério Público Federal baiano. Precisamos ter a plena consciência de que todos nós estamos no mesmo barco e que a colaboração de cada um é imprescindível para velejarmos coesos, mesmo que tormentas cruzem o nosso caminho, e vão cruzar".

Com estas palavras o procurador-chefe do MPF na Bahia (MPF/BA), Claytton Ricardo Santos, destacou o desafio de ser o primeiro membro lotado no interior do estado a assumir a chefia administrativa do MPF/BA. O discurso foi proferido durante solenidade alusiva à transmissão de cargos dos procuradores que estarão à frente da Chefia, da Procuradoria Regional Eleitoral (PRE) e da Procuradoria dos Direitos do Cidadão (PRDC) para o biênio 2023-2025. O evento aconteceu na tarde da última quinta-feira (22), na sede da unidade do MPF em Salvador.

Além de Claytton Ricardo, a cerimônia empossou, simbolicamente, a procuradora-chefe adjunta, Vanessa Previtera, e o procurador Regional Eleitoral na Bahia, Samir Nachef, além de reconduzir Marília Siqueira e Ramiro Rockenbach aos cargos de procuradora Regional dos Direitos do Cidadão (PRDC), e de PRDC adjunto. A solenidade foi prestigiada por diversas autoridades, membros e servidores do MPF e familiares.

Foto do público de pé, no auditório lotado do MPFAlém dos procuradores empossados, compuseram a mesa solene a subprocuradora e secretária-geral do MPF, Eliana Torelly - representando o procurador-geral da República, Paulo Gonet -, o vice governador do Estado da Bahia, Geraldo Júnior, o procurador Federal dos Direitos do Cidadão (PFDC), Carlos Alberto Vilhena, o PRE no biênio 2021-2023, Fernando Túlio, a procuradora-geral de Justiça do MPBA, Norma Cavalcanti, o presidente em exercício do Tribunal Regional Eleitoral (TRE/BA), desembargador Abelardo Paulo da Matta, e o diretor do Foro da Justiça Federal na Bahia, Durval Carneiro.

A secretária-geral Eliana Torelly, ao cumprimentar e desejar sorte ao procurador-chefe, ressaltou que a missão dos membros do MPF é, em primeiro lugar, servir. "Querido colega, você vai ter que administrar do alfinete ao foguete. Mas nós temos muita confiança na sua capacidade e na capacidade de todos os colegas, dos servidores e dos estagiários e terceirizados aqui presentes. Saiba que você conta e continuará contando com a Secretaria-Geral do MPF. Estaremos à disposição de todos vocês", declarou.

Fortalecimento da democracia e defesa das minorias - Em seu discurso de posse o novo PRE lembrou que este ano ele completa 20 anos de Ministério Público e que, neste período, sempre atuou nas eleições, seja como promotor eleitoral seja como PRE auxiliar, agradecendo aos colegas que o escolheram como PRE. "O Brasil vive um clima de extrema bi-polarização. Processo natural que todas as democracias modernas estão passando. E no nosso país não seria diferente. Nossa democracia tem se fortalecido e se desenvolvido ao longo do tempo. E o lado bom desse processo é que o brasileiro acordou para a política. Sei que nos últimos anos houve uma elevação dos debates sem respeito às opiniões ou posição política. Mas é um processo que foi necessário para o brasileiro perceber a importância de se posicionar diante do que estava acontecendo", ponderou Samir Nachef.

Procuradores empossados posam lado a lado.A procuradora Regional dos Direitos do Cidadão reafirmou o compromisso da PRDC na promoção da cidadania e na defesa dos direitos das comunidades tradicionais, das mulheres, das pessoas com deficiência e da comunidade LGBTQIA+. "As nossas portas estão abertas para que a sociedade civil possa, a qualquer tempo, trazer os seus pleitos, onde, certamente, serão ouvidos. Afinal, primordialmente, o nosso trabalho é ouvir, dar voz e buscar representar, no âmbito de nossas atribuições, coletividades, especialmente as minorias e populações vulnerabilizadas, que tiveram seus direitos lesados ou cujo acesso lhes foi indevidamente negado", pontuou Marília Siqueira.

Para o procurador Ramiro Rockenbach, a intenção da PRDC e do MPF é que a Bahia seja realmente de todos os baianos: "De todos os indígenas, de todos os quilombolas, de todos os ciganos, de todas as marisqueiras, de todos os pescadores, de todos as comunidades de fundo e fecho de pasto, de todos os geraizeiros, de todos os extrativistas, e, é claro, de todo o axé dos povos de terreiro. Mas é uma terra marcada por imensos desafios. Desafios que na PRDC, em defesa dos direitos humanos, nós tentamos ao máximo para que este estado seja diferente. Porque nós acreditamos. Queremos diálogo e paz. Sem ódio e sem rancor. Divergência nunca deve ser problema. Conflitos sempre existiram. Dos conflitos cósmicos nascem as estrelas. Então podemos juntos fazer um país e uma Bahia melhor".

 Assessora Marla Barata posa com placa de homenagem a Vanessa PreviteraHomenagens biênio 2021-2023 - Durante a cerimônia, a assessora-chefe de Comunicação do MPF/BA, Marla Barata, prestou uma homenagem especial para a procuradora-chefe do biênio 2021-2023 e atual adjunta, Vanessa Previtera, com uma mensagem sobre os dois anos de gestão.

"Você verdadeiramente sofre a angústia implacável. De ser mulher. De ser mãe. De ser líder. De ser colega. De ser humana. De querer um mundo melhor para si e para os outros. Suas fortes opiniões e convicções nunca te impediram de nos ouvir, de reconsiderar. De reorganizar as ideias e redefinir as rotas em prol do coletivo. E foi com essa empatia, e com as portas sempre abertas para a equipe opinar, assessorar e sugerir, que tantas vezes você enfrentou os inimigos que pareciam invencíveis", destacou Marla, em trecho do discurso.

Vanessa Previtera e Claytton Santos ainda receberam placas de homenagens pela gestão à frente da Chefia do MPF/BA nos últimos dois anos. Os procuradores Fernando Túlio, Claudio Gusmão, Marília Siqueira e Ramiro Rockenbach também receberam placas de homenagem pelas suas atuações à frente da PRE e da PRDC no biênio 2021-2023.

De acordo com Vanessa, a condução da chefia administrativa foi marcada pela preocupação de ser parceira no atendimento de todas as demandas da Procuradoria-Geral da República (PGR), implementando as transformações de uma forma sempre atenta ao ativo mais precioso do MPF: "Os servidores e colaboradores que tocam o nosso dia a dia. Só foi possível exercer a Chefia e alcançar tantos resultados positivos porque atuamos em equipe, sempre com muito respeito às opiniões de cada um, mas ajustando as diversas formas de pensar para o alcance de um resultado positivo", concluiu.

Oficialmente, a nova equipe da chefia já está em exercício desde 1º de dezembro de 2023, e a da PRE, desde 1º de novembro. Já a PRDC, que manteve a mesma equipe, não contou com data de transição formal.

Confira o álbum de fotos do evento: https://photos.app.goo.gl/HN5NDyzV1oFcdi4e8

Assessoria de Comunicação
Ministério Público Federal na Bahia
www.twitter.com/mpf_ba | prba-ascom@mpf.mp.br
Acesse o Sistema de Atendimento a Jornalistas (SAJ)
Receba notícias por e-mail

Quer registrar uma denúncia, solicitar uma informação ou enviar um documento ao MPF?
Acesse:
www.mpf.mp.br/mpfservicos

Consulte os endereços e telefones de todas as unidades do MPF na Bahia.

Contatos
Endereço da Unidade

Rua Ivonne Silveira, 243
Loteamento Centro Executivo - Doron
CEP 41.192-007 - Salvador/BA

www.mpf.mp.br/mpfservicos
(71) 3617-2200
Como chegar
Sites relacionados
Área Restrita