Logo MPF nome Logo MPF

Tocantins

Fiscalização de Atos Administrativos
27 de Abril de 2020 às 11h20

MPF recomenda que governo do Tocantins disponibilize na internet contratações e aquisições realizadas para combate à covid-19

O estado tem prazo de cinco dias para informar se acata a presente recomendação e relatar as ações tomadas para seu cumprimento ou indicar as razões para o não acatamento

Arte com fundo preto e escrito em cinza covid-19 e em amarelo recomendação

Arte: Ascom PR/TO

O Ministério Público Federal (MPF) recomendou ao governo do Tocantins, no último sábado (25) que disponibilize em sítio eletrônico destinado à transparência dos gastos públicos, em tempo real e de forma fidedigna, todas as contratações e aquisições realizadas para o combate ao coronavírus.

A recomendação leva em consideração a Lei Federal nº 13.979/2020, que além de outras medidas, estabelece nova hipótese de dispensa de licitação para a aquisição de bens e serviços destinados ao enfrentamento da emergência de saúde pública de importância internacional decorrente do coronavírus.

Também foram consideradas a declaração de calamidade pública assinada pelo governador Mauro Carlesse (DEM) por meio do Decreto n° 6.072/2020 e a construção de hospitais de campanha nas três maiores cidades do estado (Palmas, Araguaína e Gurupi).

Na recomendação é ressaltado que a disponibilização de informações sobre os gastos na internet já é prevista na referida Lei Federal nº 13.979/2020 e deve contemplar o nome do contratado, o número de sua inscrição na Receita Federal do Brasil, o prazo contratual, o valor e o respectivo processo de contratação ou aquisição.

O MPF também recomenda que o governo do Tocantins priorize, na elaboração do orçamento estimativo de contratações, a consulta ao Portal de Compras Governamentais e a contratações similares de outros entes públicos em detrimento a pesquisas realizadas com potenciais fornecedores, e que crie programa ou ação orçamentária específica para as despesas relacionadas à covid-19, medida que não apenas facilitará a gestão dos recursos e a transparência em sua utilização como, também, sua futura prestação de contas.

O governo do Tocantins tem prazo de cinco dias para informar se acata a recomendação ministerial e relatar as ações tomadas para seu cumprimento ou, caso não a acate, indicar suas razões. O MPF alerta que o não atendimento à recomendação, sem justificativas claras e pormenorizadas, pode ser entendido como propósito deliberado de desrespeitar normas legais, sujeitando o responsável às medidas cabíveis.

 

Veja a íntegra da recomendação.

Assessoria de Comunicação Social
Procuradoria da República no Tocantins
(63) 3219-7238/7315 | 99247-8714
prto-ascom@mpf.mp.br | Twitter: @mpf_to
https://saj.mpf.mp.br/


registrado em: ,
Contatos
Endereço da Unidade

Procuradoria da República

no Estado do Tocantins

ACNE 01 (104 N), conjunto 02,
Rua NE 03, Lote 43

Palmas-TO
CEP: 77006-018

Tel.: (63) 3219-7200

PRM-Araguaína

Tel.: (63) 3416-0900

PRM-Gurupi

Tel.: (63) 3612-3850

Atendimento de segunda-feira à sexta-feira, das 10h às 18h

Recepção:

(63) 3219-7200

Plantão Judicial:

(63) 99210-3695

Sala de Atendimento ao Cidadão:

(63) 3219-7245

Assessoria de Comunicação Social:

(63) 3219-7238
(63) 99247 8714


prto-ascom@mpf.mp.br

Como chegar
Sites relacionados
Área Restrita