Logo MPF nome Logo MPF

Santa Catarina

Procuradoria da República em Santa Catarina

MPF apura possível violência contra gestante no Hospital Carmela Dutra

Parto teria sido induzido por oito horas e paciente teria sido amarrada

O Ministério Público Federal instaurou inquérito civil público para apurar possível violência física e emocional contra uma gestante e seu filho durante parto realizado no Hospital Carmela Dutra, em Florianópolis.

Segundo denúncia feita pela gestante, seu parto teria sido induzido por oito horas, sendo que ela não apresentava dilatação. Em função disso, o médico de plantão teria levado a gestante para a sala cirúrgica, onde seu parto foi forçado por duas horas. Ela teria sido submetida a uma episiotomia e teria sido amarrada. Além disso, a pressão realizada sobre a sua barriga teria levado a gestante a apresentar insuficiência respiratória.

Segundo o procurador da República Maurício Pessutto, o Ministério da Saúde instituiu o Programa de Humanização no Pré-Natal e Nascimento, que pretende garantir às mulheres um parto com assistência humanizada e de boa qualidade.

Além do programa, foi criada também a Rede Cegonha, que é uma estratégia do Ministério da Saúde para implementação de uma rede de cuidados, a fim de assegurar às mulheres o direito ao planejamento reprodutivo e à atenção humanizada na gravidez, bem como garantir às crianças o direito ao nascimento seguro.

Contatos
Endereço da Unidade

Rua Paschoal Apóstolo Pitsica, 4876
Edifício Luiz Elias Daux
Agronômica, Florianópolis,SC
CEP 88025-255
Estacionamento: há 5 vagas para visitantes no piso G2

prsc-sac@mpf.mp.br
Atendimento de segunda a sexta-feira, das 12h às 18h

Telefones:

(48) 2107-6100 - Gabinetes
(48) 2107-2410 - Administração

 

Como chegar