Logo MPF nome Logo MPF

Rio de Janeiro

Criminal
30 de Janeiro de 2020 às 11h45

MPF obtém condenação de criminosos que dispararam contra a PRF

Os réus foram condenados a 8 anos de reclusão em julgamento pelo Tribunal do Júri

Arte retangular com fundo marrom escrito a palavra condenação na cor branca

Arte: Secom/PGR

Acolhendo o pedido do Ministério Público Federal (MPF), o Conselho de Sentença do Tribunal do Júri da 6ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro condenou Patrick de Souza Siqueira e Gabriel Junio da Silva Norberto pela prática de três tentativas de homicídio contra policiais rodoviários federais e pela posse de três pistolas de uso restrito das Forças Armadas.

Em 6 de setembro de 2016, por volta do meio-dia, policiais rodoviários federais receberam a informação de que um Honda Civic branco estaria efetuando roubos na BR-040 (Rodovia Washington Luís). Ao localizarem o veículo, os agentes se aproximaram para iniciar a abordagem, mas foram recebidos a tiros pelos criminosos, sendo que um dos disparos atingiu o capô da viatura e o outro, a maçaneta direta.

Os criminosos, então, seguiram no sentido da Avenida Brasil e iniciaram uma fuga em alta velocidade, continuando os disparos contra os policiais rodoviários. No entanto, ao tentaram abandonar o veículo, numa passagem subterrânea de pedestres, localizada em frente à Clínica da Família Joãosinho Trinta, em Parada de Lucas, os criminosos foram alvejados e presos pelos policiais rodoviários federais. Além dos réus, estavam dentro do Honda Civic Ruan Junio Araújo da Conceição, com 17 anos à época, e Jéferson Rodrigues dos Santos, que foi atingido por um dos disparos e morreu no local. Ao serem presos, os criminosos confessaram que, ainda na BR-040, haviam sequestrado um caminhão frigorífico que estava sendo escoltado por eles em direção ao Complexo do Chapadão, onde seria descarregado.

O julgamento foi iniciado às 9h da manhã dessa terça-feira (28) e terminou às 2h da manhã de quarta (29), quando foi lida a sentença que condenou Patrick e Gabriel a 8 anos de reclusão. Os procuradores da República Fernando Aguiar e Felipe Bogado, que participaram do julgamento, consideraram a condenação dos réus como uma sinalização, por parte dos jurados, no sentido de que a sociedade considera inadmissível que se disparem armas de fogo contra policiais.

O número do processo submetido a julgamento é: 0509583-21.2016.4.02.5101.

Assessoria de Comunicação Social
Procuradoria da República no Rio de Janeiro
Tels: (21) 3971-9542 / 9543 / 9547
twitter.com/MPF_PRRJ

registrado em:
Contatos
Endereço da Unidade

Av. Nilo Peçanha, 31
Centro - Rio de Janeiro/RJ
CEP 20020-100

(21) 3971-9300
Atendimento de segunda a sexta, das 11h às 17h

Sala de Atendimento ao Cidadão:

Tel.: (21) 3971-9553

Consulta Processual: clique aqui

Atendimento à imprensa:

Tel.: (21) 3971-9542 / 9543 / 9547

Como chegar
Sites relacionados
Área Restrita