Logo MPF nome Logo MPF

Pará

Caso faculdades irregulares

Serviço:

Para saber se uma instituição de ensino é credenciada ou não junto ao MEC:

Para denunciar instituições que estejam atuam de maneira irregular:

 

Resumo dos casos:

(última atualização em agosto/2017):

Instituições proibidas pela Justiça Federal de promover cursos de nível superior no Pará sem autorização do MEC, diretamente ou por meio de parcerias:

  • Academia de Educação Montenegro (Faculdade Montenegro)
  • Centro de Estudos Avançados Alfa
  • Centro Educacional Cesário da Silva Eireli
  • Escola de Formação Teológica e Profissional (Eftepro)
  • Faculdade Centro Educacional Eliã (Faceel) / Centro Educacional Eliã
  • Faculdade da Ibiapaba (Facib)
  • Faculdade de Ciências Humanas de Vitória (Favix)
  • Faculdade de Educação Superior do Pará (Faespa), antigo Instituto Ômega
  • Faculdade de Educação Tecnológica do Pará (Facete)
  • Faculdade de Ensino Superior de Tucumã
  • Faculdade Evangélica Cristo Rei (FECR) / Congregação da Igreja de Cristo – Concristo
  • Faculdade Integrada do Baixo Tocantins (Fibat) / Sistema Educacional Integrado da Amazônia (Seia)
  • Faculdade Integrada do Brasil (Faibra)
  • Faculdade Ítalo Brasileira (FIB)
  • Faculdade Latino Americana de Educação (Flated)
  • Faculdade Paulo Neto (Fapan) / Centro Educacional Paulo Neto (Cepn)
  • Faculdade Reunida (FAR)
  • Faculdade Unisaber (União Brasileira de Educação e Participações) / Faculdade de Tecnologia AD1
  • Faculdade Universal de Altamira (Facuni) / Centro Técnico de Anápolis
  • Fundação Assistencial Cultural e Educacional (Faedi)
  • Fundação de Ensino Superior de Marabá (Fesuma) / Centro de Ensino Superior de Marabá (Cesuma)
  • Fundação Educacional Getúlio Vargas - FEGV (CNPJ: 07.958.458/0001-05)
  • Instituto Brasileiro de Educação e Saúde (Ibes)
  • Instituto Brasileiro de Educação Kerigma (Ibek)
  • Instituto Castro Alves
  • Instituto de Desenvolvimento Educacional São Lucas (Idesal)
  • Instituto de Educação e Tecnologia de Paragominas Ietep / Faculdade de Educação Superior de Paragominas Facesp)
  • Instituto de Educação Superior e Serviço Social do Brasil (Iessb) / Organização Social Evangélica da Assembleia de Deus (Osead)
  • Instituto de Ensino Superior do Marajó (Iesm)
  • Instituto Educacional Convictus
  • Instituto Educacional de Filosofia e Evangelização Profeta Abraão (Iefepa)
  • Instituto Pan Americano de Educação
  • Instituto Proficiência de Educação Superior e Pesquisa (Ipesp)
  • Seminário Teológico da Assembleia de Deus (Setad)
  • Unidade de Ensino, Pesquisa e Extensão do Espírito Santo (Unives)

Instituições proibidas pela Justiça Federal de promover cursos de nível superior em alguns municípios do Pará sem autorização do MEC, diretamente ou por meio de parcerias:

  • Centro Educacional de Wenceslau Braz (Cebra), antiga Faculdade de Ciências Wenceslau Braz (Facibra): proibição de atuação nos municípios sob jurisdição da Justiça Federal em Santarém (Alenquer, Almeirim, Belterra, Curuá, Faro, Gurupá, Juruti, Monte Alegre, Óbidos, Oriximiná, Placas, Prainha, Rurópolis, Santarém e Terra Santa).
  • Escola de Ensino Superior do Oeste do Pará (Espa): proibição de atuação nos municípios sob jurisdição da Justiça Federal em Santarém
  • Faculdade do Tapajós (FAT): proibição de atuação fora de Itaituba
  • Instituto de Ensino Superior de Óbidos (Ieso): proibição de atuação nos municípios sob jurisdição da Justiça Federal em Santarém
  • Sociedade Educacional Santo Augusto (Faisa): proibição de atuação nos municípios sob jurisdição da Justiça Federal em Santarém
Contatos
Endereço da Unidade

Travessa Dom Romualdo de Seixas, 1476

Edifício Evolution

Umarizal – Belém/PA

CEP 66.055-200

PABX: (91) 3299-0111
Atendimento de segunda a sexta, das 12 às 18h

Sala de Atendimento ao Cidadão:

10 às 17h

 

Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão:

9 às 18h

 

Protocolo:

9 às 18h

 

Biblioteca:

13 às 18h

 

Plantão:

Telefone: (91) 98404-6620

O plantão da Procuradoria da República no Pará funciona em apoio ao plantão da Justiça Federal e também para o atendimento dos casos emergenciais de violação dos direitos do cidadão e da coletividade, por meio de pedidos, ações, procedimentos e medidas de urgência destinadas a evitar perecimento e danos a direito individual, difuso e coletivo, assegurar a liberdade de locomoção e garantir a aplicação da lei penal. Período e horário do plantão: Sábados, domingos, feriados, recessos e nos dias úteis iniciará às 18h01 e finalizará às 08h59 do dia seguinte, bem como abrangerá também as Procuradorias da República nos municípios do Pará nos finais de semana, nos feriados, nos pontos facultativos e nos recessos.

Como chegar
Sites relacionados
Área Restrita