Logo MPF nome Logo MPF

Planejamento Estratégico

O processo administrativo, de acordo com a literatura neoclássica da administração, possui as seguintes funções: planejamento; organização; direção; e controle.

Figura 1 - processo adm.png

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: autoria própria

Essas funções consistem em um ciclo contínuo de atividades desenvolvidas nas organizações. Por meio do planejamento, as atividades são pensadas e os resultados a serem atingidos, definidos. A organização está relacionada com a alocação adequada dos recursos (humanos, materiais, entre outros) para executar o que foi planejado. A direção, por sua vez, refere-se à capacidade de coordenar a execução das atividades, sempre visando ao alcance dos resultados definidos na etapa de planejamento.

Por fim, o controle analisa se as ações em andamento (ou os produtos dessas ações, se concluídas) estão (ou estavam) em consonância com o plano inicial. O controle, por meio da medição da atividade desenvolvida e da comparação com o que foi definido, é um mecanismo para a tomada de ações corretivas, com base no planejamento, na organização e na direção do processo administrativo. Ou seja, as quatro funções são inter-relacionadas.

Podemos pensar no planejamento como a função administrativa que formaliza um plano a fim de que a organização saia de uma situação atual para uma situação futura desejada. Há três espécies de planejamento: estratégico, tático e operacional. O estratégico se desdobra no tático e este, por sua vez, no operacional.

Figura 2 - tipos de planejamento.png

Fonte: www.google.com

O planejamento operacional engloba planos voltados ao curto prazo, com definição de métodos, procedimentos, processos e sistemas a serem utilizados para o alcance dos objetivos estratégicos pela organização. Planos de ação, procedimentos, regras e regulamentos costumam ser produtos desse planejamento. De forma geral, é elaborado pelos níveis hierárquicos mais baixos da organização.

O planejamento tático, por sua vez, compreende planos voltados ao médio prazo e é orientado às áreas e ou setores da organização. Planos Diretores, por exemplo, refletem a contribuição de áreas temáticas específicas para a consecução das diretrizes definidas no planejamento estratégico. No geral, é elaborado pelos níveis hierárquicos intermediários da organização.

E o que é “planejamento estratégico”?

O planejamento estratégico deve ser entendido como o direcionamento das organizações. Ele é projetado para longo prazo; envolve a instituição inteira; é voltado para a eficácia e para a satisfação dos clientes - que, no caso dos órgãos públicos, é a sociedade.

O planejamento estratégico não pode prever o futuro, mas prepara a instituição para enfrentar as dificuldades imprevistas e as oportunidades inesperadas. O planejamento não pode ser inflexível, deve estimular a inovação e as adaptações, levando em conta os cenários interno e externo à instituição.

Segundo Pereira (2010), este tipo de planejamento consiste na análise dos pontos fortes e dos pontos fracos; e das oportunidades e ameaças do ambiente externo, com o objetivo de formular estratégias voltadas à atuação institucional.