Cooperação Internacional

Itália autoriza extradição de Henrique Pizzolato

A partir de 15 de junho, ex-diretor do Banco do Brasil poderá retornar ao Brasil

O governo italiano autorizou a extradição, a partir de 15 de junho, do ex-diretor de marketing do Banco do Brasil Henrique Pizzolato, condenado, na Ação Penal 470, a 12 anos e sete meses de prisão pelos crimes de peculato, lavagem de dinheiro e corrupção passiva.

As autoridades brasileiras estarão prontas para cumprir imediatamente o processo de extradição, salvo alguma decisão que altere o prazo estabelecido. 

Ministério Público Federal
Ministério da Justiça
Ministério das Relações Exteriores
Advocacia-Geral da União