Logo MPF nome Logo MPF

Amapá

2 de Julho de 2008 às 13h49

MPE/AP: deputado estadual Alexandre Barcellos é denunciado por compra de votos

Esquema desenvolvido pelo deputado e seu assessor parlamentar consistia na troca de votos por cirurgias de laqueadura e outros benefícios.

A Procuradoria Regional Eleitoral no Amapá (PRE/AP) ofereceu denúncia, hoje, 2 de julho, contra o deputado estadual Alexandre Dolabela Pereira Barcellos e seu assessor parlamentar Eduardo Rubens Freire de Baraúna por crime de corrupção eleitoral. Eles são acusados de estabelecer  um esquema de compra de votos através do oferecimento de cirurgias de laqueadura e outros benefícios.

O procurador regional eleitoral substituto André Sampaio Viana observou que o esquema de obtenção ilícita de votos se iniciava com uma pesquisa realizada pelo assessor parlamentar Eduardo Rubens em diversos bairros de Macapá (AP), identificando mulheres interessadas em se submeter à cirurgia de laqueadura. Após a identificação, a intervenção cirúrgica somente seria realizada mediante a obtenção de dez votos, por cada uma das mulheres, em favor do então candidato a deputado estadual Alexandre Barcellos.

Em um dos depoimentos tomados, foi relatado que, no dia 6 de junho de 2006, o assessor parlamentar levou uma das mulheres ao Hospital Maternidade de Santana, onde foi submetida à intervenção cirúrgica para a realização de laqueadura. Porém, após a incisão em seu abdômen, constatou-se a gravidez da testemunha, o que impossibilitou o procedimento médico.

Em razão da frustrada intervenção cirúrgica, Eduardo Rubens ofereceu uma “bolsa maternidade” no valor de meio salário minimo e o enxoval do bebê, proposta que não foi cumprida, segundo a testemunha.

Durante o processo de investigação, outras vítimas foram identificadas pela PRE/AP, inclusive com a confirmação, por parte de uma delas, dos fatos narrados anteriormente, a qual acrescentou, ainda, que também teria sido levada ao Hospital Maternidade de Santana, porém não consumando a cirurgia de laqueadura em virtude de possuir apenas 22 anos à época, idade considerada incompatível para este tipo de procedimento.

O esquema de corrupção eleitoral foi montado de forma a dissimular a participação do deputado estadual Alexandre Barcellos. Entretanto, com base nas provas colhidas através de diversas testemunhas, foi possível constatar a conivência e efetiva participação do deputado estadual em toda a empreitada criminosa de captação ilícita de votos. Em um dos casos, o marido de uma das testemunhas afirmou ter recebido proposta de seis mil reais, diretamente do deputado, para que não delatasse o fato ocorrido com sua cônjuge.


Assessoria de Comunicação
Procuradoria da República no Amapá
(96) 3214-3015

Assessoria de Comunicação Social
Ministério Público Federal no Amapá
(96) 3213 7895 | (96) 98409-8076
prap-ascom@mpf.mp.br
www.mpf.mp.br/ap
www.twitter.com/mpf_ap
www.fb.com/mpfederal
www.youtube.com/tvmpf

registrado em: , ,
Contatos
Endereço da Unidade

Avenida Ernestino Borges, 535
Centro - Macapá/AP
CEP 68908-198

96 3213 7800
Atendimento de segunda a sexta, das 11h às 16h
Como chegar